Informação Dr. Fonseca Gil

Quando num contrato de seguro de viatura conste uma cláusula de cobertura contra risco e incêndio e na apólice conste como definição de incêndio "combustão acidental, com desenvolvimento de chamas, estranha a uma fonte de fogo, ainda que nessa possa ter origem, e que se pode propagar pelos seus próprios meios" e não se prove qual foi a causa ou origem do incêndio, a companhia de seguros está obrigada a indemnizar pelos danos causados pelo incêndio.


Artigo Dr. Fonseca Gil | Setembro 2013

 
 
 
advogados em almada